FALANDO DE SENTIMENTOS – MONOTONIA

MONOTONIA

Por Beatriz Breves

Se o minuto não anda, a hora não passa e o dia não segue, você pode star vivenciando o sentimento de monotonia.

Digo isto porque seria através do sussurro na voz, da penumbra no olhar e, ainda, da lerdeza nas ideias, que, na marcha lenta, a monotonia vai conduzindo a pessoa em sua caminhada.

Um sentimento que, pertencendo à família do tédio, impõe-se pela morosidade da sensação do enfadonho, levando a quem o sente ao enclaustro de si mesmo.

Assim, toda atenção é importante para não se deixar alimentar por um sentimento que tem em seu potencial a capacidade de levar a pessoa a transformar a sua vida em uma mesmice.

Você também pode se interessar por: