A Sociedade

Fundada em 26 de julho de 2006, com objetivo de pesquisa e formação de cientistas do sentir, é uma entidade que se propõe ao estudo e a aplicação do Sentir em todos os campos do conhecimento.

A Ciência do Sentir

“A concepção da natureza como um complexo macromicro vibratório e do ser humano, também, como um complexo macromicro vibratório, ou seja, um ser que é, pertence e habita o cosmos, onde a vibração é a experiência do sentir, convergiu para um campo próprio de pesquisa no campo da ciência.

Um campo onde se faz possível pesquisar o sentir acrescentando-se à atual concepção de ciência – uma concepção quantitativa, materialista e à margem das emoções – uma outra, qualitativa, não materialista e que inclui as emoções. Assim, a Ciência do Sentir se propõe como um campo de pesquisa dentro da ciência, que tem como objeto de estudo o sentir (…)

No entanto, pesquisar, escrever e falar sobre o sentir só faz sentido se for sentindo. O grande desafio é construir, no campo da ciência, um modelo teórico para o Sentir que não seja experimentado como frio e calculista, mas que seja sentido com todas as implicações do sentir humano (…)”

Beatriz Breves, O Homem Além do Homem. RJ:Mauad X. 2005.