FALANDO DE SENTIMENTOS – TESÃO

TESÃO

Por Beatriz Breves

Quando se fala em tesão, a maioria das pessoas logo pensa em desejo sexual, mas essa seria apenas uma meia verdade.

Em maior ou menor grau, no campo do Sentir, ao lado de uma sensação corporal sempre haverá associado a ela um sentimento e, vice-versa. E com o tesão não seria diferente.

Isso é relativamente fácil de ser verificado, basta que a pessoa, prestando atenção ao sentir uma sensação, verifique que subjetivamente, de forma superposta, estará também sentindo um sentimento. No caso do tesão, sentirá, de forma superposta, o sentimento de grande vontade.

Entretanto, o contrário também é verdadeiro, como, por exemplo, quando vislumbramos um quitute e sentimos uma grande vontade de saboreá-lo, podendo, de forma superposta, sentir a sensação de seu sabor em nossa boca mesmo antes de ter comido. E, ainda, na mesma condição seria sentir tesão por um trabalho, por uma atividade esportiva e, entre tantas outras coisas, pela própria vida.

De forma mais clara, o tesão enquanto um sentimento incluiria em uma única nomeação aquilo que popularmente é chamado de grande vontade, garra, desejo etc.

Portanto, quando falamos do campo do Sentir, a gente sente muito mais tesão do que poderia imaginar. Chego mesmo a suspeitar que, mesmo sem muitas vezes não nos darmos conta, nos mantemos vivos pelo tesão que sentimos pela vida.

Você também pode se interessar por: