FALANDO DE SENTIMENTOS – PRECONCEITO

PRECONCEITO

Por Beatriz Breves

A aceitação das diferenças talvez esteja entre as maiores dificuldades da convivência humana. Muitas vezes, por necessidade de autoafirmação, as pessoas buscam os semelhantes e se distanciam dos não iguais.

Quem nunca ouviu, por exemplo, pessoas dizerem: “Nada contra, só não quero na minha família”, “Foi trocado(a) por um(a) de 20”, “Essa gente…” e etc. Essas são falas que expressam o tom hostil da intolerância e da descriminação.

Todavia, que atire a primeira pedra quem nunca rejeitou alguém simplesmente por pensar, sentir ou se colocar diferente?

Se a resposta foi “rejeitei”, não é preciso se censurar, o preconceito faz parte dos sentimentos. O importante é a pessoa estar atenta ao que sente e, assim, conseguir transformar um sentimento que se faz nocivo a si e aos outros, em sentimentos que possam construir e agregar as relações.

 

Sentimento publicado no livro “Falando de Sentimentos com Beatriz Breves. p.81. RJ:Mauad X. 2019.

www.mauad.com.br

Você também pode se interessar por: