FALANDO DE SENTIMENTOS – PASSADO II

PASSADO
Por Beatriz Breves
Um sentimento muitas vezes confundido com a passagem do tempo, eu diria, esse ser um grande equívoco, pois enquanto o tempo não volta, o sentimento de passado retorna a todo instante.
Digo mais, valendo-me do antigo ditado “Recordar é viver”, em nível de sentimentos, o passado e o presente se retroalimentam, visto que o presente precisa do passado e o passado necessita do presente para se fortalecerem e, assim, florescerem. O que leva ambos, então unificados, a se transformam nas sementes do sentimento de futuro.
Sendo capaz de ocupar lugares tão longínquos e tão próximos nas lembranças, o sentimento de passado se apresenta como uma realidade abstrata que se materializa no sentimento do agora presente. Revive o que deveria ser passado provocando dor e sofrimento, mas, não somente, também promovendo alegria e bem-estar.
A meu ver, o sentimento de passado, ao se fazer presente no presente, evidencia-se como um mistério que se desvendado poderia revelar a essência de cada Ser.
Você também pode se interessar por: