FALANDO DE SENTIMENTOS – ARREPENDIMENTO

ARREPENDIMENTO

Por Beatriz Breves

É comum se ouvir dizer: “- Se arrependimento matasse…”

O arrependimento é um sentimento que pode estar de mãos dadas com o de vergonha, a pessoa ruboriza só de lembrar o que fez.

Pode estar também abraçado ao sentimento de culpa, quando o peito se estrangula pela memória do acontecido.

Sem falar que as vezes anda ao lado do sentimento de medo, o coração dispara pela simples lembrança do caminho antes escolhido.

Mas, seja com quem estiver agregado, o arrependimento é um sentimento que, em doses mínimas ou máximas, não se desprende do sentimento de crueldade para com a própria pessoa que o sente.

Digo isso porque ficar alimentando de forma masoquista o arrependimento, um sentimento que se materializa no acontecimento de um tempo que já passou e não volta mais, sem dúvida, carrega mesclado em si, mesmo que minimamente, o sentimento de crueldade.

Entretanto, o ser humano possui o livre arbítrio para resgatar uma nova chance, fazendo do aqui e agora, uma outra oportunidade. O que não foi feito no passado poderia ser realizado, se não igual de forma semelhante, no presente, transformando, assim, o sentimento de arrependimento em um sentimento de realização consigo mesmo.

Você também pode se interessar por: