FALANDO DE SENTIMENTOS – LIMITE

Limite Por Beatriz Breves O sentimento de limite é de fundamental importância na estruturação de nosso Eu, pois é o sentimento que delimita as fronteiras de nosso ser e, por conseguinte, demarca a área interna para o nosso trânsito pessoal. Aquele que não sente os seus limites, corre o risco de perder-se de si mesmo, … Continue lendo

FALANDO DE SENTIMENTOS – VAZIO

VAZIO Por Beatriz Breves Caindo no precipício do sentimento de vazio, sob as marcas da melancolia, o corpo se faz em pedaços, detritos da alma partida. Sofrendo a inutilidade, a revelação da insignificância, é possível sentir o chão se aproximar, ao mesmo tempo que tudo parece sem fim. De fato, o sentimento de vazio não … Continue lendo

FALANDO DE SENTIMENTOS – NOJO

NOJO Por Beatriz Breves Como um corpo tomado pelo vômito, assim é a experiencia do sentimento de nojo que, no enjoo da sensação do gosto do azedo, asfixia e estrangula a nossa garganta pela repulsa. Um sentimento que pode estar aliado ao de indignação, se nos sentimos injustiçados; ao de compaixão, se nos sentimos solidários; … Continue lendo

FALANDO DE SENTIMENTOS – DETERMINAÇÃO

DETERMINAÇÃO Por Beatriz Breves A pessoa que experimenta o sentimento de determinação sabe muito bem onde quer chegar. De fato, a determinação não anda sozinha, mas forma um trio com a fé e a coragem. Ou seja, enquanto a determinação dita o objetivo, a fé sustenta a crença e a coragem assegura o confronto. Entretanto, … Continue lendo

FALANDO DE SENTIMENTOS – CRUELDADE

CRUELDADE Por Beatriz Breves A crueldade é um sentimento que, por beber na fonte da maldade, se ativa como um prazer impiedoso. Prazer este que de forma sórdida se faz grande companheiro do sentimento de sadismo. A questão principal é que com a crueldade o feitiço acaba se virando contra o feiticeiro, pois ao se … Continue lendo

FALANDO DE SENTIMENTOS – ACONCHEGO

ACONCHEGO Por Beatriz Breves Aconchego é como um calor de mãe que, ao acolher e aninhar em colo, envolve a gente com carinho. Confortante, não nos deixa ao relento, mas junta cada pedacinho destroçado, tornando doce a lágrima salgada. Em calmaria, como a brisa ao final da tarde, toca suave a nossa pele e eleva … Continue lendo

FALANDO DE SENTIMENTOS – CONTENTAMENTO

CONTENTAMENTO Por Beatriz Breves O contentamento em seu grau maior é um sentimento que traduz a pessoa satisfeita e realizada com a vida. Entretanto, como todo sentimento, possui variações de escala e manifestações. Ele pode ser sentido apenas em algumas situações. E isto porque a vida se processa entre presenças e ausências, o que faz … Continue lendo

FALANDO DE SENTIMENTOS – IRONIA

IRONIA Por Beatriz Ironia, fiel escudeira do cinismo, ao retirar o argumento da palavra e eliminar o senso de respeito, trata o outro com sarcasmo. Quem sente ironia não mostra a cara, mas usa da máscara para se apresentar. De fato, tenta iludir, enganar e até mentir para construir a versão de seu interesse. Enfim, … Continue lendo

FALANDO DE SENTIMENTOS – INSEGURANÇA

INSEGURANÇA Por Beatriz Breves A insegurança quando chega, traz junto a aflição. A pessoa não sabe para que lado vai e, muito menos, se vai. Quem sente insegurança, mergulha nas águas da indecisão e, chamando o medo para si, se afoga na incapacidade. O mais curioso nesse sentimento é que não precisa haver causa real. … Continue lendo

FALANDO DE SENTIMENTOS – RANCOR

RANCOR Por Beatriz Breves Rancor, braço direito do ódio, como um ácido se expande em cavidades internas, oferecendo passagem para a ira e autoflagelo. Nutre-se da mágoa, bebe da raiva, saboreia o ressentimento, e cultiva a amargura. Um sentimento extremamente nocivo, que dói, fere e, por vezes, mata. Para quem se sente em tamanha escuridão, … Continue lendo