A DISTRAÍDA

A distraída

 Era véspera de Natal. Uma senhora bonita, bem vestida, andava pela calçada vendo as vitrines e procurando algum vestido para usar no dia de Ano Novo.
De repente, foi atropelada.
Caiu no chão e ficou se mpoder se levantar.
Pessoas correram gritando, tentando levantar a pobre senhora.
E procura, procura, não entendiam o que havia acontecido. – Atropelada na calçada? Mas como pode ser isso? Alguém gritou
- Foi um carrinho de bebe que atropelou a pobre senhora.
Era verdade, uma mãe, distraída, largou o carrinho  que deslizando  foi bem em cima dela, que também  estava distraída, e foi ao chão.
Moral da história: de onde não se espera, às vezes acontece.
A senhora foi para o hospital, mas já está boa.
Ah! Ela comprou um vestido lindo e na noite do  Ano  Novo era a mais bonita e elegante da festa e feliz.
 

Esta entrada foi publicada em Era Uma Vez... on-line por Iris Seródio. Adicione o link permanente aos seus favoritos.